Banner

ESPAÇOS E LAÇOS 142

Informações sobre o Ano Santo da Misericórdia

Por: Equipe de redação de E&L.

  1. O que é um Ano Santo ou Jubileu Extraordinário?

Na tradição católica, o Jubileu é o ano que a Igreja proclama para que os fiéis se convertam e voltem mais intensamente a Deus, pela reconciliação, por meio da penitência, da oração, da caridade, dos sacramentos e da peregrinação, “porque a vida é uma peregrinação e o homem é um peregrino” (MV 14). Em todos os Anos Santos é possível ganhar indulgências, graças especiais que a Igreja concede e que podem ser aplicadas à remissão dos próprios pecados e suas penas, ou aos defuntos que estão no purgatório.

O lema deste Ano Santo é “Misericordiosos como o Pai”, e a principal intercessora do Jubileu é Nossa Senhora da Misericórdia.

A cada 25 anos, a Igreja celebra um Ano Santo Ordinário. O próximo será em 2025. Fora dos anos santos ordinários, a celebração do Ano Santo é “extraordinária”.

  1. Por que este Ano Santo é o da misericórdia?

Papa Francisco quis que o tema fosse a misericórdia para nos unir mais a Cristo, em quem se reflete a misericórdia do Pai, que é “rico em misericórdia” (MV 1). A misericórdia é superior à justiça. Deus é justo, mas vai muito além da justiça, com sua misericórdia e seu perdão.

  1. De quando a quando vai o Ano Santo da Misericórdia?

O Ano Santo começou no dia 8 de dezembro de 2015 (Solenidade da Imaculada Conceição e celebração dos 50 anos do final do Concílio Vaticano II) e termina no dia 20 de novembro de 2016 (Solenidade de Cristo Rei e último dia do ano litúrgico).

  1. O que se nos propõe ao longo do Ano Santo?

Fazer peregrinação e atravessar a “Porta Santa”, no intuito de obter indulgência. Isso deve ocorrer na catedral da sua diocese ou nas igrejas e basílicas destinadas ao intuito. Em cada diocese há uma “Porta Santa” e, cruzando-a, você ganhará as indulgências do Ano Santo (quando a peregrinação for acompanhada de confissão, comunhão, recitação do Credo e uma oração pelo Papa).

  1. O que são e o que fazem os “missionários da misericórdia”?

Na Quarta-Feira de Cinzas Papa Francisco enviou 1.070 padres e bispos eméritos chamados “missionários da misericórdia”. Eles poderão celebrar missões nas paróquias e despertar o chamado à misericórdia. Além disso, poderão perdoar pecados muito graves, habitualmente restritos à absolvição do bispo.

  1. Qual é a importância do Ano Santo no pontificado de Francisco?

O centro do pontificado do Papa Francisco é a misericórdia de Deus e, portanto, este ano jubilar é um dos pontos altos do mesmo.

  1. O Ano Santo é importante para outras religiões?

A misericórdia “ultrapassa os confins da terra” (MV 23): ela nos relaciona com o judaísmo, como se vê no Antigo Testamento, em que a misericórdia de Deus é evidente; também nos relaciona com o islamismo, que atribui ao Criador os nomes de “misericordioso” e “clemente”. Papa Francisco pede o diálogo com todas as “nobres tradições religiosas” do mundo.

botao_pdf_download2

Comments are closed.