Banner

Governo Geral

Relativamente a toda a Congregação, a autoridade suprema é exercida, de modo ordinário, pelo Superior Geral, ajudado pelo seu Conselho, e, de modo extraordinário e colegial, pelo Capítulo Geral.

O Superior Geral é eleito pelo Capítulo Geral, por seis anos, sendo possível a sua recondução só para um segundo mandato. O Superior Geral, coadjuvado pelo seu Conselho, governa e anima a Congregação no cumprimento da sua missão na Igreja.

Na fidelidade à inspiração do Padre Dehon e conforme a diversidade das situações, presta um serviço de comunhão no mesmo espírito e de coordenação nas atividades. Cumpre esta missão, sobretudo através das visitas, que ele próprio ou por delegados seus realiza na Congregação.

O Conselho Geral é constituído, ao menos, por quatro conselheiros eleitos pelo Capítulo Geral. Além dos conselheiros, outros colaboradores assistem o Superior Geral no governo e na administração: ecônomo geral, secretário geral, procurador geral junto da Santa Sé.

O atual Governo Geral está assim constituído (2015-2021):

Governo-Geral

Superior Geral
– P. Heiner Wilmer (Alemanha)

Conselheiros Gerais
– P. Carlos Enrique Caamanõ (Venezuela) (Vigário Geral)
– P. Leopold Mfouakouet (Camarões)
– P. Paulus Sugino (Indonésia)
– P. Artur Sanecki (Polônia)
– P. Stephen Huffstetter (Estados Unidos da América)

Ecônomo Geral
– P. Luca Zottoli (Itália)

Secretário Geral
– P. Florentinus Heru Ismadi (Indonésia)
– P. Radoslaw Warenda (Vice-secretário Geral) (Polônia)

Procurador diante da Santa Sé
– P. José Carlos Briñon Domínguez (Espanha)

Comments are closed.