Dehonianos - Província BSPDestaquesO CORAÇÃO DE BOM PASTOR

O CORAÇÃO DE BOM PASTOR

“Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas para cuidar delas” Ez 34,11. Com esse versículo, inicio a minha mensagem para a Festa do Sagrado Coração de Jesus. Deus não se cansa de nos procurar porque Ele tem um Coração bondoso e misericordioso. Ele nos alcança e faz festa quando nos encontra nos caminhos da vida: “Alegrai-vos comigo, porque encontrei a minha ovelha perdida” (Lc15,6). E nós, O procuramos? Como diz o profeta Isaias: “Procurai o Senhor enquanto pode ser achado” (55,6). Queremos ser encontrados por Ele?

Contemplando o Coração do Bom Pastor, contemplamos o Coração que apascenta seu rebanho e dará repouso a cada “ovelha” do seu redil (cf. Ez 34, 14-15). Somos consolados com as palavras do Profeta que utiliza os verbos no futuro para garantir que sua ação é real, verdadeira e cheia de esperança.

Em Ezequiel, O Coração do Bom Pastor transborda de amor pelo seu rebanho: “Procurarei aquela que se perder, trarei de volta aquela que se desgarrar, curarei a que se machucar, fortalecerei a que estiver fraca. Quanto à ovelha gorda e forte, eu a guardarei. Apascentarei conforme o direito” (34, 16).

Mais uma vez se confirma que a iniciativa parte de Deus e não nossa. Sendo assim, posso dizer que Ele nos trata de forma singular e exclusiva porque somos filhos queridos e amados por Ele. Na escuta atenta da Palavra, experimentamos sua ternura e preocupação em nos proteger e curar nossas feridas, especialmente as feridas da alma.

Caros confrades, na festa de nosso Patrono Principal, ‘somos convidados a ter os mesmos sentimentos do Sacratíssimo Coração de Jesus’ (cf. Fl 2,5) e nosso carisma corrobora esta exortação de Paulo quando lemos, em nossas Constituições: “contemplando o Coração de Cristo, símbolo privilegiado desse amor, somos fortalecidos em nossa vocação. Somos, com efeito, chamados a inserir-nos nesse movimento de amor redentor, doando-nos aos irmãos, com Cristo e como Cristo” (21).

Penso que aqui é o ponto central de nossa mensagem. Queremos um coração de discípulo, atento e obediente à sua Palavra. É uma necessidade o “querer aprender” dEle. O Sagrado Coração de Jesus é nosso grande e maravilhoso Tesouro dado por Padre Dehon aos seus religiosos.

É preciso entrar na escola do Coração de Jesus e imitar as atitudes que brotam do seu Coração de Bom Pastor: cuidar, apascentar, curar, reconciliar e restaurar.

O Superior Geral, por ocasião da publicação da Carta Programática (2018-2024), nos exorta: “De coração agradecido, queremos renovar nossa condição de discípulos. Mesmo reconhecendo nossa fragilidade, ansiamos proclamar em todas as ocasiões e lugares que “seu caminho é também o nosso caminho” (cst 12). Como fazer isso, a não ser contemplando e vivendo o Evangelho que nos foi dado? No final da parte introdutória da carta ele nos interpela a retomar o documento da Congregação para os Institutos de VC e Sociedades de VA, Partir de Cristo – um renovado compromisso da vida consagrada no terceiro milênio (2002).

Qual é o caminho de Jesus? Com certeza, seu caminho é o do servir e não de ser servido; é o do amor oblativo capaz de se entregar por cada um; é o do Bom Pastor que cuida e perdoa, que une e edifica. O seu caminho passa pela cruz e chega a ressurreição. Perseveremos neste caminho, pois “a esperança não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espirito Santo que nos foi dado” (Rm 5,5).

Caros confrades, “Partir de Cristo significa proclamar que a vida consagrada é especial seguimento de Cristo e memória viva da forma de existir e atuar de Jesus, como Verbo encarando em face do Pai e dos irmãos” (Partir de Cristo, 22). Partimos de Cristo anunciando a Boa Nova da alegria e da caridade, da reconciliação e da paz.

Portanto, inspirados e provocados pelo exemplo do Coração do Bom Pastor sigamos em frente sendo sinal e testemunho do seu amor em nossa vida fraterna e em nosso apostolado.

Que Jesus nos abençoe com a mansidão e humildade que brotam do seu Sagrado Coração para que, como discípulos, possamos transbordar as graças e bênçãos que jorram deste Coração,

P. Ronilton Souza de Araújo, scj (Superior Provincial da BSP).

Comments are closed.