Dehonianos - Província BSPDestaques Notícias100 ANOS DOS SCJ EM TAUBATÉ

100 ANOS DOS SCJ EM TAUBATÉ

Taubaté: Encerramento do Centenário da Presença Dehoniana

Dia de intensa Memória
Nesta quarta-feira, 27 de novembro de 2019 o Conventinho vivenciou mirífica e prazenteira celebração de gratidão e reconhecimento. Cinco notáveis episódios, ou momentos, definiram as cores da noite e deram o tom à centenária efeméride:
a) Solene Missa de encerramento dos 100 anos da presença Dehoniana em Taubaté (às 19h30, na capela do Conventinho);
b) Lançamento do Diretório Espiritual de Padre Dehon, escrito há 100 anos (no auditório da Faculdade Dehoniana);
c) Homenagem a P. Zezinho SCJ, por ocasião dos 50 anos da estreia do seu primeiro LP, em 1969, “Meu Cristo Inconstante”;
d) Oficial abertura do Portal Dehon Brasil www.dehonbrasil.com.br ;
e) Coquetel de confraternização para todos os presentes.

A Missa solene, presidida pelo bispo diocesano de Taubaté, Dom Wilson Luís Angotti Filho, concelebrada por numerosos padres, teve o concurso de muitos fiéis. Lembramos que Dom Wilson é o sétimo bispo de Taubaté, sendo que o primeiro foi Dom Epaminondas Nunes de Ávila e Silva, a quem a Providência reservou a iniciativa de convidar e acolher os dehonianos, ao início do século 20.

Momento assaz especial foi o lançamento do clássico de espiritualidade, escrito por Padre João Leão Dehon. Trata-se do seu Diretório Espiritual, publicado pela primeira vez em 1919, igualmente há 100 anos. Eis-nos, agora, ante a primeira edição brasileira desse livro referencial, cuja publicação está a cargo da Editora SCJ que retoma simbolicamente suas atividades. Esta editora dehoniana foi muito atuante nas décadas de 1930 até 1950, sob a liderança emblemática do meritório P. Pascoal Lacroix.

Nosso confrade P. Zezinho é a figura que melhor resume o significado destes 100 anos de história dehoniana em Taubaté. Ainda criança, trocou Machado/MG por Taubaté/SP, de onde saiu para entrar no seminário da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus. A noite brindou-nos com uma sua entrevista (com P. Joãozinho), pelos 50 anos de lançamento do seu primeiro LP, em 1969, “Meu Cristo inconstante”. Além disso, a Faculdade Dehoniana organizou e publicou um número especial da sua revista Teologia em Questão (TQ), dedicado justamente à vida e à obra do P. Zezinho SCJ.

Destaque coube, sem dúvida, à participação do atual Superior Provincial da Alemanha, P. Heinz Lau, a saber que os primeiros dehonianos que chegaram a Taubaté, em 1919, eram todos alemães. Hoje, de certa forma, faz-se um caminho inverso, com alguns confrades brasileiros que estudam ou evangelizam na Alemanha.

Vale registrar o partícipe, porta-voz do governo geral, vindo de Roma, P. Juan José Arnáiz Eckert SCJ. Por orientar uma série de parcerias internacionais, administradas pelo Centro Studi Dehoniani (do qual é vice-diretor), incluiu na sua agenda um colóquio com a direção da Faculdade Dehoniana, na manhã desta 5a feira (28/11).

Vários dehonianos de renome completaram a galeria de protagonistas conspícuos. O Superior Provincial da Província BSP, P. Ronilton Santos de Araújo, expressou reconhecido agradecimento pelas bênçãos com que fomos aquinhoados, ao longo do centenário que ora fecha as portas. Particular menção fazemos a P. Djalma Lúcio Tuniz (Reitor do Conventinho), tanto por abrir quanto por concluir as celebrações jubilares. A versátil e diferenciada atuação de P. João Carlos Almeida (Assessor de Comunicação da Província BSP), durante as celebrações do centenário, também nesta noite esmerou-se na orquestração das entrevistas e na partilha de informações orientadoras para o público que nos honrou com sua participação.


Comments are closed.